O Palazzo della Signoria, ou como é mais conhecido, Palazzo Vecchio, é o centro cívico de Firenze. Foi construído no início do século XIV para abrigar o Priori delle Arti e il Gonfaloniere di Giustizia, órgãos máximos de governança na época, sofrendo mudanças ao longo do tempo, como diversas ampliações e reformas para se adequar às novas funções. Sua aparência atual remonta às obras de reestruturação finalizadas no século XVI para servir de residência de Cosimo I, o segundo “duca di Firenze” e o primeiro “granduca di Toscana”. A esposa de Cosimo, Eleonora di Toledo, era filha do vice rei de Napoli e achava o Palazzo Vecchio muito sombrio e insalubre e por conta disso, convenceu o marido à mudarem-se para o Palazzo Pitti, na outra margem do Arno e certamente muito mais arejado e amplo.

O Palazzo Vecchio permaneceu com funções administrativas por um longo período. Entre 1865 e 1871, Firenze foi a capital da Itália e o Palazzo Vecchio foi a sede do Governo. Atualmente, é onde funciona a Prefeitura de Firenze e também um magnífico museu, que vale uma visita em sua próxima estada na cidade.

Vamos à algumas curiosidades:

-A entrada principal do Palazzo, na Piazza della Signoria, é ladeada por duas grandes esculturas: uma cópia do Davide de Michelangelo, e L´Ercole i Caco, de Bandinelli (obra original).

-Ao entrar no palazzo pelo primeiro de seus três pátios internos, alcançamos o Patio di Vasari, que tem uma fonte com a estátua de um pequeno anjo com um golfinho, obra de Verrocchio. A água que jorra do golfinho, vem direto do Giardino di Boboli por um sistema de condutores hídricos. Na verdade, esta estátua se trata de uma cópia, o original está no segundo andar do palazzo, no Terrazzo di Giumone.

-A visita ao museu do Palazzo Vecchio pode começar pelo Cortile di Michelozzo, todo adornado por afrescos.

-Após seguir para o Salone dei Cinquecento, no primeiro andar, com pinturas retratando o triunfo de Cosimo I e da cidade de Firenze. Nesta sala encontra-se a escultura Il Genio della Vitoria, de Michelangelo, que foi inicialmente encomendada para adornar o túmulo do Papa Giulio II.

-O segundo andar do museu abrange as salas privativas da família Medici, ricamente decoradas e mobiliadas, além de abrigar a obra original de Donatello, Giuditta i Oloferne (existe também uma cópia na Piazza della Signoria). Nesta área privativa há também uma capela, denominada Cappella dei Priori, no interno da torre, um pequeno templo mas de beleza indiscutível, foi onde o Frei Savonarola fez suas últimas orações antes de ser executado por enforcamento e em seguida, atirado em uma fogueira.

-A sala dos mapas tem as paredes adornadas com pinturas retratando as terras conhecidas na época e ao centro, um enorme globo . Pelo “Google Art Project” é possível visualizar a maioria das obras expostas no Palazzo Vecchio, mas nada substitui uma visita ao local para vivenciar a sua grandiosidade e beleza.

Voltando ao externo do palazzo na Piazza della Signoria, vale a pena observar todas as esculturas em seu entorno. Na sequência, uma das laterais do Palazzo Vecchio e ao fundo, a torre do palazzo, chamada Torre di Arnolfo, datada de 1310. A torre foi o local de cativeiro de Cosimo I quando condenado ao exílio e também do frei Savonarola, que governou Firenze e foi condenado à morte pelo crime de heresia, em 1498. A torre tem três sinos e um deles, chamado de “Martinella” pelos fiorentinos, tinha a função de chamar os moradores para as assembleias.

Para finalizar, vamos à uma lenda urbana. À direita da entrada principal do Palazzo Vecchio, há uma ilustre vandalização: um baixo relevo representando o perfil de um rosto humano que, segundo o que se conta, é a face de Michelangelo. Existem duas versões dessa história. Em uma delas, conta-se que Michelangelo esculpiu o perfil com as mãos nas costas, sem vê-lo, enquanto conversava com um senhor que sempre o irritava com perguntas tediosas. Na outra versão, Michelangelo presenciou a passagem de um condenado que estava sendo levado à praça para ser executado e resolveu imortalizá-lo em um retrato feito às pressas e discretamente, trabalhando com as mãos atrás das costas para não ser descoberto. Firenze é um dos destaques de nossos roteiros. Não perca a oportunidade de visitar o Palazzo Vecchio e a Piazza della Signoria enquanto estiver passeando pela cidade da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu